Fique por dentro de tudo sobre o novo CoronaVírus e se prepare para viajar com segurança. Confira

O novo CoronaVírus tem causado muito medo, principalmente nos turistas, por isso, separei a origem do vírus e algumas dicas para viajar com segurança. Vamos lá?

Como o CoronaVírus surgiu?

O que aconteceu é que na China tem um mercado aberto onde são vendidas carnes de vários animais digamos que de forma NADA HIGIÊNICA, muitos deles são comercializados ainda vivos e o coronavírus pode se hospedar em alguns animais (como morcegos por exemplo) sem prejudicá-los, porém pode contaminar seres humanos que entrarem em contato com esses animais que é o caso em questão. A crise se iniciou na cidade de Wuhan na China, no final de 2019 e foi se espalhando pelo mundo de pessoa para pessoa.

De forma bem grosseira o vírus nada mais é que uma evolução de um grupo de vírus semelhantes a vírus de gripe formando um aspecto de coroa, por isso o nome “corona” que significa coroa em espanhol e italiano por exemplo. Internacionalmente você vai o nome 2019NCOV, explicando essa nomenclatura:

2019 – o ano que ele foi detectado

N – new, que significa novo em inglês

CO – corona

V – vírus 

ou seja, novo coronavírus 2019

Como o CoronaVírus se espalha?

Infelizmente o vírus se espalha de maneira muito simples, basta você entrar em contato ele, por uma pessoa contaminada ou um objeto e levá-lo aos seus olhos, nariz ou boca. 

Como se prevenir?

O mais importante é manter sua imunidade em dia! Se alimente bem, beba bastante água, durma bem e faça tudo que possa te manter o mais saudável possível.

Quando uma pessoa doente espirra ou toca com as mãos sujas de saliva (que saem em forma de gotículas quando espirramos) em alguma superfície ela prolifera o vírus ali naquela região, se você toca nisso e leva suas mãos aos seu rosto, tocando seus olhos, sua boca ou seu nariz você está sendo contaminado. Ou seja, uma forma MUITO eficiente de se prevenir é NÃO TOCANDO O ROSTO sem antes lavar bem as mãos!

Mas como podemos lavar as mãos e se livrar do vírus? Basta se higienizar com água e sabão! A orientação médica é que você lave bem suas mãos com água e sabão por 20 segundos, da ponta dos dedos até os cotovelos.

Resumindo todos os lugares públicos podem estar contaminados, assim como tudo que você tocar: botões de elevadores, corrimões, canetas, copos, maçanetas… por isso é MUITO importante você lembrar DE NÃO TOCAR O SEU ROSTO, ou o rosto de outras pessoas principalmente crianças e idosos, porque assim você pode estar contaminando eles mesmo que você não esteja diretamente doente.

O próximo passo é higienizar as superfícies, ao chegar em casa se lave bem e lave também com sabão os objetos. O vírus pode durar até 24 horas em um objeto ou superfície, então é importante lavar bem e NÃO COMPARTILHAR talheres, copos, toalhas, comida e etc.

Grupos de risco

Como falamos anteriormente quanto melhor e mais forte sua imunidade melhor, e nessas situações o que deixa em risco mais grave são as crianças e os idosos. E claro, pessoas já doentes de outras coisas, que estejam com a imunidade baixa.

Devo cancelar minhas viagens?

Eu não acredito que seja o caso, se você for analisar as taxas de mortalidade da doença estão por volta de 2% o que significa que estão muito menos que H1N1 que tivemos no Brasil há pouco tempo. Porém eu sempre digo que viagem é algo prazeroso, é férias e deve ser um momento feliz na sua vida, se você está ansioso, nervoso e preocupado com sua saúde na sua viagem então meio que perde o sentido da coisa. Então minha opinião é que você viaje tranquilo, se você acha que não vai conseguir ficar bem nessa situação, não vejo sentido em viajar.

ATUALIZAÇAO – devido a forma como o vírus tem se espelhado pelo mundo a melhor forma de se prevenir e de cuidar das outras pessoas a sua volta é se isolando em casa! Evitar ao máximo sair de casa!

Quero cancelar, como fica meu reembolso?

Se lermos a resolução nº 400 da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil, vamos ver que o passageiro pode anular passagens sem ônus desde que seja feito no prazo de 24 horas a contar do recebimento do seu comprovante e que a compra tenha sido feita com no mínimo 7 dias antes da data da viagem. E o reembolso deve ser realizado em no máximo 7 dias.

Caso você não atenda esses parâmetros é possível que a companhia aérea faça a remarcação da sua passagem, ou até mesmo cancelamento com reembolso integral por conta de um caso especial de saúde pública, como o caso do coronavírus. É importante destacar que CADA COMPANHIA AÉREA tem suas políticas de cancelamento e reembolso e que cada empresa está se comportando de uma forma diante da crise. Ou seja, cada caso será visto de forma individual. Por mais que não seja culpa das empresas, legalmente falando a legislação reconhece que a parte vulnerável é o consumidor e por isso deve ser protegido seus direitos. 

A notícia boa é que a maioria, tanto empresas nacionais, tanto empresas internacionais estão sendo maleáveis com passageiros com voo a destinos as áreas afetadas e de risco pelo coronavírus.

E as hospedagens e outros custos que tive?

Vale o mesmo pressuposto das companhias de passagens aéreas, cada empresa tem sua política individual, o AirBnb por exemplo, coronavírus se enquadra na política de circunstâncias atenuantes. Se o seu destino de viagem tiver um aviso de Organização Mundial da Saúde ou autoridade local, você poderá obter um reembolso total após a revisão manual. 

Aqui mais uma vez vai muito do bom senso e da negociação de cada cliente com cada instituição.

Companhias Aéreas

Fique de olho nas redes sociais oficiais de cada empresa, pois todas estão postando em tempo real as atualizações de cada caso e de cada voo para destinos em questão. Outra forma também são os sites oficiais de cada corporação, basta acessá-los que vocês já vão encontrar a informação logo na tela oficial de cada site.

Essas dicas são importantes se o seu caso for apenas acompanhar seus voos, talvez você não tenha interesse em agendar ou cancelar suas passagens, porém mesmo assim é importante acompanhar de perto o status para que você não seja pego de surpresa e mantenha seus planos de viagem em ordem.

As empresas também têm o direito de cancelar ou remarcar os voos, desde de que informem com os passageiros com uma antecedentes mínima de 72 horas, caso não ocorra neste prazo a companhia deve fornecer reacomodação dos passageiros e até mesmo reembolso integral.

Com isso sempre guarde todos os comprovantes de pagamentos e informações recebidas pela instituição, sejam por e-mail ou SMS, para que em caso futuro de problema possa ser usado em meios de processo na busca de seus direitos.

Regiões de Risco

Até agora não há restrição oficial de acesso a Itália, porém algumas cidades ao norte do país já estão com restrição de tráfego, você pode pesquisar diretamente no site oficial do governo de cada país, pois então sendo emitidas notas conforme decisão superior.

Fiquem de olho também nas atrações turísticas, essas também tem sites oficiais individualizados onde estão sendo postadas atualizações, muitas já fecharam principalmente ao norte da Itália, como museus e igrejas.

Eu espero de todo coração que dê tudo certo para você e que esse artigo tenha ajudado! Fiquem tranquilos NÃO É O FIM DO MUNDO, vamos ficar bem! Boas viagens!

Gostou desse post:

Veja também: https://mariaquerviajar.com/viagens/revolut-a-melhor-forma-de-levar-o-seu-dinheiro-nas-viagens/

Links uteis:

Para acompanhamento em tempo real da situação de saúde mundial a respeito do vírus acesse: https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019

Para acompanhamento em tempo real de status do Coronavírus em cada país: https://covid19info.live/